top of page
  • Foto do escritorNatalia Miralles

Festas de final de ano e trabalho remoto: liberdade para estar onde quiser

No artigo desta semana, Natalia Miralles, Diretora de Marketing, nos conta como trabalhar em uma empresa com modelo remote first reflete não só em sua vida profissional como também na pessoal - especialmente quando o assunto são as festas de final de ano. Boa leitura!




--------------------------------




A vida moderna nunca foi tão atribulada. Além das responsabilidades profissionais, o cuidado com a casa, com os estudos, família, amigos e, é claro, com você mesma, tornam o nosso dia a dia, no mínimo, corrido. Hoje, assumimos múltiplos papéis que se interpolam constantemente. E essa situação só piorou durante e após a pandemia.


Conto tudo isso, para introduzir o conceito do “remote first”. Como já falamos aqui no blog, esse modelo de trabalho – adotado pela BigDataCorp durante a pandemia e oficializado logo após – permite que as pessoas escolham de onde vão trabalhar.


Frente à cultura da BDC, que tem a flexibilidade como um de seus pilares, o “remoto em primeiro lugar” não só se encaixou como uma luva, como veio para reforçar e validar o nosso jeito de ser. A possibilidade de trabalhar de qualquer lugar, oferece ainda mais liberdade e autonomia para nosso time, permitindo o usufruto cada vez maior da nossa cultura.


Com isso, volto ao meu parágrafo introdutório: em um contexto em que temos que equacionar e equilibrar múltiplos papeis, o modelo “remote first” não deveria ser uma exceção, mas sim uma realidade para todas as empresas do país e do mundo.


Entendo que certas profissões demandam a presença física de seus colaboradores para ser executada. Também aceito que, mesmo para as que não demandam a presença física, uma reunião, um encontro ou um almoço tendem a acontecer de tempos em tempos. Fora esses casos, o trabalho remoto não deveria ser visto com maus olhos, muito pelo contrário, ele vem como uma forma de aumentar as possibilidades de contratações. De dar às pessoas colaboradoras mais equilíbrio e flexibilidade, aumentar o conforto do time, a diversidade de pessoas nas empresas e a pluralidade de ideias.


Especialmente quando esbarramos com festas de final de ano, onde muitas pessoas visitam a família, amigos ou aproveitam para viajar, não ter a flexibilidade de poder continuar executando suas funções de outra localidade é muito ruim. Pode não ser um bom momento para tirar férias no trabalho, mas pode também ser a única oportunidade que você tem de estar reunido com toda a sua família que mora do outro lado do país (ou quiçá do mundo).


Esse é justamente o meu caso. Tirar férias é impossível nesse momento em que estamos com grandes projetos em finalização. Ao mesmo tempo, eu, que estou em SP, passarei parte das festas de final de ano com a minha família (que está no Rio) e outra parte com a família do meu marido (que está no Porto, em Portugal). Em que cenário que isso seria possível que não numa empresa remota?


Claro que nem tudo são flores. Trabalhar viajando requer um tanto de disciplina para sentar e focar no que precisa ser feito - mesmo quando se está gastando em euros. Para mim foi uma adaptação, mas que me abriu diversas portas para trocar de ares quando eu sinto que preciso disso. Passo meu ano dividida entre SP e RJ, e vou adicionando pitadas de outras viagens sempre que possível (e sempre com meu computador na mochila).


Essa possibilidade me tira da minha zona de conforto, me transporta para lugares, pessoas e culturas diferentes. Trabalho melhor, de forma mais focada e objetiva, porque sei o que está me esperando assim que minha fila for concluída: um mundo novo e cheio de possibilidades. Entendo que não é para todos, mas sinto que encontrei a minha forma de trabalhar. E que siga sendo possível para sempre.


E você? O que você acha desse modelo? Acredita que conseguiria trabalhar de forma remota, quase que como um nômade, cada semana em um lugar diferente? Você teria a disciplina necessária? Compartilha com a gente nos comentários e até o próximo post!



>> Quer fazer parte do time?

Confira as vagas disponíveis, aprenda sobre o processo seletivo e junte-se à nós!

49 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 commentaire


nataliamiralles
nataliamiralles
22 déc. 2022

É sempre um prazer colaborar para o nosso blog de Carreiras <3

J'aime
bottom of page